domingo, 29 de agosto de 2010

Cacam: resgate da dignidade de crianças abrigadas

Por Célia Ribeiro

À primeira vista, os brinquedos coloridos do playground e a vasta área verde lembram uma escola bem cuidada, dessas que têm diretoras exigentes quanto à organização e limpeza do ambiente. Avançando alguns passos e observando o interior do prédio muito limpo, com piso novo, mobiliário reforçado e banheiros com bancada de granito, o visitante nota que esta não deve ser uma escola qualquer. E não é mesmo!

O Centro de Apoio à Criança e ao Adolescente de Marília (CACAM), entidade filantrópica, sem fins lucrativos, há 18 anos é o porto seguro para meninos e meninas de zero a 17 anos e 11 meses, que viviam em situação de risco e são resgatadas por determinação judicial, explica o presidente, Hederaldo Benetti.

Brinquedoteca
Casado, pai de um casal de filhos e rotariano, Hederaldo Benetti não disfarça a emoção ao falar sobre a entidade: “Recebemos crianças e adolescentes vítimas de maus tratos, de negligência familiar, de todo tipo de problema e violência. Por isso, digo à nossa equipe de funcionários que, antes de mais nada, devemos tratar todos com muito carinho. Isso é o principal, é o que mais as crianças precisam”.

O Rotary Clube Marília de Dirceu administra o CACAM há vários anos. No entanto, a sociedade, mais uma vez, é a grande parceira da entidade. De pessoas físicas a empresas, a ajuda à instituição sempre chega quando menos os administradores esperam: “É incrível. Sempre que precisamos de alguma coisa aparece alguém para ajudar”, revela o presidente.

Ele explicou que o CACAM possui 23 funcionários, sendo que 22 deles são custeados pela Prefeitura Municipal: assistentes sociais, professoras, enfermeira, técnica de enfermagem, auxiliar de serviços gerais, motorista, merendeiras, vigias, monitores etc. O município arca com as despesas de alimentação, água e energia elétrica.

O CACAM recebe, em média, R$ 3.000,00 por mês de subvenção. Como o custo gira em torno de R$ 7.000,00, a diferença vem da ajuda da comunidade e de empresas, como por exemplo: Tauste Supermercado (Troquinho Solidário), Unimed, Furgoben, Afresp, Galpão Móveis, Delpress, além da Igreja Matriz de São Bento e os clubes de serviço (Rotary) da cidade, entre outros.

Hederaldo Benetti
Hederaldo Benetti afirmou que “toda ajuda é bem-vinda. As pessoas podem doar o que quiserem. Aquilo que não utilizamos no CACAM vendemos em bazares, que chegam a render R$ 3.000,00. O que não for vendido a gente repassa para outras entidades necessitadas”.

Tristes histórias

Nesta semana, o CACAM, que tem capacidade para 40 crianças e adolescentes, estava com 28 internos, sendo cinco bebês. Um deles, recém-nascido. As histórias de dor são inúmeras e emocionam quem visita a entidade. “Aqui, as crianças chegam por ordem judicial e só saem, também, por determinação do juiz. Dependendo do caso, elas voltam para suas famílias ou vão para adoção”, assinalou o presidente.

Hederaldo contou que, exatamente, por lidar com crianças e adolescentes que viviam em situação de risco existe uma preocupação muito grande em oferecer um ambiente acolhedor, confortável e humanizado. Por isso, há pouco tempo, houve a troca de todo o piso, do forro com elevação do telhado, reforma dos banheiros e aquisição de mobiliário resistente.
Dormitório das meninas: enxovais novos

Além disso, os beliches, de boa qualidade, tanto no dormitório feminino quanto no masculino, receberam novos enxovais (lençóis, cobre-leitos, edredons). O berçário possui um anexo com rouparia e farmácia e os bebês recebem atenção especial, sobretudo os recém-nascidos.

A última novidade é a brinquedoteca, que deverá ser inaugurada em breve, onde as crianças têm a oportunidade de interagir e brincar com a ajuda de monitoras. A sala de estudo, por sua vez, está recebendo alguns equipamentos de informática e, futuramente, deverá ter um laboratório: “Quem quiser doar computadores será de grande ajuda”, destacou o presidente.

Playground sustentável

Brinquedos de madeira certificada
Hederaldo Benetti, que é corretor de imóveis e delegado do CRECI, informou que a reforma do playground foi uma grande vitória: “Os brinquedos antigos eram de ferro, enferrujavam com a chuva e poderiam colocar as crianças em risco. Agora, conseguimos substituir tudo por brinquedos de madeira certificada, de reflorestamento, que são muito duráveis e, além de preservar o meio ambiente, são mais seguros”.

Playground mais seguro
As crianças e adolescentes internos não podem ser fotografados. Mas, as imagens desta reportagem podem dar a noção da importância que o CACAM tem no sentido de devolver a dignidade a quem viveu situações que talvez deixem marcas para sempre. “Fazemos tudo com muito amor e dedicação. É o que podemos oferecer a essas crianças”, finalizou Benetti.

Banheiros reformados















Para saber mais, acesse:
http://www.rcmariliadedirceu.org.br/ e clique no link “Entidades Apoiadas”.

Além de Hederaldo Benetti, integram a diretoria do CACAM: Rui Queiroz Padilha, Marcos Antonio Tedesco, Edson Delabio, Eden Gregório Jr., Valdeir Fagundes de Queiroz e Wilson Mattar. A entidade está localizada à Vidal Negreiros, 367, e o telefone é (14) 34331645.

Reportagem publicada no dia 29/08/2.010 no Correio Mariliense.



Um comentário:

  1. eu ja fui ai e achei muito bom
    ver as crianças ser bem cuidadas

    ResponderExcluir