sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Profissionais do Ano: AEA apresenta agrônomo, engenheiro e arquiteta eleitos pela classe

Por Célia Ribeiro

Com quase 400 membros, a Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Agrônomos de Marília (AEA) escolheu, pelo voto dos seus associados, os “Profissionais do Ano 2017”. Na noite de quarta-feira (01), foram apresentados à imprensa o engenheiro agrônomo Osmar Reis, o engenheiro eletricista Moyses Dalan da Silva e a arquiteta Ana Beatriz de Paula Menin.
Osmar Reis, Ana Beatriz Menin e Moyses Dalan: homenageados
Na sede projetada para gerar o menor impacto ambiental possível, incluindo a captação da água da chuva para irrigação do campo de futebol, a Associação recebeu a diretoria, jornalistas e convidados que puderam conhecer melhor os eleitos. Segundo a presidente interina, Claudia Sornas Campos, a homenagem é muito democrática: pela internet, os associados votam nos nomes que consideram ter se destacado em suas áreas de atuação.

“Eu dou muito valor a esse prêmio porque são os próprios profissionais que votam. Então, eles que reconhecem o valor, o que é muito importante”, afirmou a presidente. Ela destacou a escolha deste ano: o experiente agrônomo Osmar Reis, o engenheiro eletricista Moyses Dalan que já presidiu a entidade e tem uma trajetória profissional de sucesso e a arquiteta Ana Beatriz de Paula Menin que “apesar de nova, está despontando com trabalhos notáveis”.
Diretoria da Associação e os profissionais do ano eleitos em 2017
Por sua vez, o presidente do CREA/SP (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), engenheiro eletricista e engenheiro de segurança do trabalho, Edson Navarro, falou da alegria de reunir a categoria para homenagear os colegas.

SUSTENTABILIDADE

Para a arquiteta Ana Beatriz Menin, que retornou a Marília há 4 anos, após atuar em importantes projetos em grandes centros, a premiação foi recebida com surpresa: “Ter esse olhar das pessoas que você admira, profissionalmente, e ser escolhida como destaque, é uma coisa muito forte”, assinalou.

Antenada com seu tempo, ela contou que procura participar de cursos, feiras e eventos para se manter atualizada. Sobre o aumento do interesse por projetos com pegada sustentável, a arquiteta disse que “é o futuro. Hoje temos materiais 100 por cento ecológicos”. Entretanto, reclamou dos altos preços que inibem uma maior expansão do segmento.
Sustentabilidade na sede da entidade (Foto: site AEA)

Ainda na área de inovação, Beatriz Menin comentou sobre a chegada da portaria remota aos condomínios do interior: “Acho que nosso estilo de vida tem mudado muito de uns tempos para cá. É muito comum essa tecnologia, há muitos anos, nos Estados Unidos. E a gente tem aceitado um pouco mais essa ideia”. Ela ressalvou que os projetos devem prever essa alternativa no futuro: “O que tenho sugerido, como não se sabe a tendência do mercado, é já deixar preparado”, embora também considere importante o serviço da portaria presencial.

Quando se fala em sustentabilidade ambiental, o engenheiro eletricista Moyses Dalan é referência. Feliz por ter sido eleito um dos profissionais do ano, ele comentou os avanços no uso das energias fotovoltaica (solar) e eólica (ventos) em projetos residenciais, comerciais e industriais. “Esta é uma coisa muito forte no mercado”, disse, citando que o alto custo da energia elétrica, em função da escassez de água dos reservatórios, tem impulsionado as pesquisas no sentido de se obter alternativas viáveis economicamente.

Os investimentos ainda são altos, ressaltou o profissional, acrescentando que à medida em que houver mais demanda, os preços devem cair possibilitando que um número maior de projetos possa ser executado com fontes alternativas de energia.

As soluções de sustentabilidade aplicadas na sede da Associação dos Engenheiros e uma reportagem sobre projetos que usam energia fotovoltaica e eólica serão abordados neste blog, nas próximas semanas. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário