domingo, 10 de abril de 2011

"TAUSTE AÇÃO SOCIAL": ADESÃO DO CONSUMIDOR GARANTE APOIO ÀS ENTIDADES FILANTRÓPICAS

Por Célia Ribeiro

Faltando três dias para o Natal, o vai-e-vem frenético de clientes com os carrinhos lotados de compras foi interrompido pelo toque da sirene: mais uma vez, a Promoção “Panetone Solidário” havia atingido a meta de 30.000 unidades vendidas com renda integralmente revertida a uma entidade filantrópica. No dia 22 de dezembro de 2.010, funcionários, médicos e diretoras da Maternidade e Gota de Leite estavam a postos, no Supermercado Tauste – Loja Sul, ansiosos pelo momento em que seria registrada a venda final.
Guilherme Cunha: articulador

Coincidências da vida, no caixa estava o médico Hamilton Cerântola, membro do Corpo Clínico da Gota de Leite que se surpreendeu pela barulhenta comemoração que se seguiu: os panificadores do Tauste, que trabalham na produção dos panetones, pulavam tocando apitos. Os funcionários da maternidade se abraçavam e a emoção contagiou os clientes que se mostraram felizes em participarem daquele momento.

Panificadores comemoram 

O registro do dia 22 de dezembro foi o último ato de um espetáculo de solidariedade que começou bem antes, com o surgimento do grupo Tauste, hoje reconhecido como um dos maiores e mais sólidos do setor supermercadista que emprega diretamente 1.100 funcionários em três lojas (duas em Marília e uma em Bauru) e gera centenas de empregos indiretos.

Fachada do Tauste Sul


“Desde o início, o Tauste traz em seu DNA a consciência da responsabilidade social que uma empresa deve fomentar. Marília possui uma extensa e importante rede assistencial que atende de forma humana e eficiente as diversas demandas da população mais carente, não apenas local, mas regionalmente. Através de parcerias, o Tauste tem atuado de forma contundente junto a estas entidades, a Secretaria Municipal de Educação, clubes de serviços e outras organizações que visam a melhoria na qualidade de vida da nossa gente”, informou o coordenador do “Tauste Ação Social”, Guilherme Rodrigues da Cunha.
Dr. Hamilton Cerântola

Conforme disse, em 2006, com o intuito de centralizar as diversas iniciativas desenvolvidas, foi criado o “Tauste Ação Social”, com estrutura e orçamento próprios. A partir daí, iniciou-se um processo de mapeamento de todas as entidades, suas necessidades e avaliação do impacto social que um aporte financeiro poderia trazer.

Guilherme ressaltou que “é muito difícil enumerar a quantidade de entidades beneficiadas. São associações de bairros, igrejas, escolas, creches, casas de abrigo, hospitais, entidades que cuidam de deficientes físicos, mentais, ONGs ambientalistas, clubes de serviços, além o auxílio a populações atingidas por desastres naturais no país inteiro. Parcerias com o Ministério da Saúde, Fundação Rotária, Instituto Ronald McDonald entre outras, fazem parte do nosso calendário anual”.

Neste sentido, disse que “praticamente todas as entidades de Marília que realizam um trabalho sério, e têm comprovada utilidade pública, receberam direta ou indiretamente o apoio do ‘Tauste Ação Social’ ao longo dos anos. Porém, há que se ressaltar que de todas as parcerias, a mais relevante é com a comunidade mariliense. O espírito caridoso de nosso povo é o propulsor que nos possibilita realizar um trabalho de tamanha relevância para Marília e região. Graças a esta parceria, vários projetos têm sido desenvolvidos nos últimos cinco anos”.

Com investimentos de mais de 1,2 milhão de reais, apenas nos últimos quatro anos, o “Tauste Ação Social” deverá ter um incremento a partir de junho de 2.011. Entre os projetos apoiados destacam-se “a implantação da UTI Pediátrica no hospital Materno Infantil, o Centro de Convivência para pacientes com câncer na ACC (Associação de Combate ao Câncer), a brinquedoteca no Hemocentro, um ginásio multiuso na APAE, a ampliação do laboratório do Teste do Pezinho também na APAE e agora em 2011 estaremos participando da ampliação e modernização da estrutura da Maternidade e Gota de Leite”. Os 120 mil reais da campanha de 2.010 serão utilizados nas obras do novo Centro Obstétrico.

COBERTOR CURTO

Articulado e com um incrível poder de envolver e motivar as pessoas, Guilherme Cunha chegou ao grupo Tauste para prestar consultoria, há cinco anos, quando a empresa sinalizava os audaciosos planos de expansão. Hoje, além de todo o trabalho na área de Marketing ele é a “alma” dos projetos sociais do grupo.
Rotarianos, diretoras e funcionários da Gota de Leite

Não raras vezes pode-se ver o Guilherme Cunha chorando, ao vivo, na TV durante transmissão das campanhas beneficentes. Ele é assim mesmo, sensível e sempre antenado com as causas sociais. Talvez por isso, o Dr. Francisco Agostinho, carro-chefe do Hospital Materno Infantil, tomou a liberdade de telefonar para a casa dele numa madrugada em que a UTI pediátrica estava lotada. Muito emocionado, o pediatra contou-lhe que graças à campanha de arrecadação de recursos do Tauste dezenas de crianças seriam salvas porque estavam tendo o atendimento adequado.

“Infelizmente, o cobertor é curto. Temos muitas entidades com necessidades, mas temos que priorizar”, explicou o coordenador. Ele observou que o Tauste é criterioso na escolha: “Durante o ano todo recebemos solicitações de auxílio que são avaliadas e direcionadas conforme sua classificação. Para investimentos maiores o trabalho é mais complexo. É realizado um estudo de viabilidade, de impacto social e projeção de resultados a curto, médio e longo prazos”.

Ele acrescentou que “levamos em conta o histórico, a seriedade e transparência com que a entidade é gerida e atualmente, para os projetos de médio e grande portes, estamos exigindo a certificação de Utilidade Pública Federal. Contamos, ainda, em várias ações com a parceria dos sete Rotary Clubs de nossa cidade, nos ajudando na difícil tarefa de selecionar os projetos mais indicados”.

E finalizou: “O Tauste acredita que o sucesso de uma empresa não pode ser medido pelo retorno financeiro para seus acionistas, mas sim, pela melhoria na qualidade de vida de seus funcionários e da sociedade onde está inserida. A justiça social só será efetivamente alcançada com a união de esforços entre o poder público e a iniciativa privada. Esta é a razão da existência do Tauste Ação Social, e o nosso maior objetivo”.

GOTA DE LEITE

Presidente da Maternidade e Gota de Leite, onde é voluntária há 25 anos, Virgínia Balloni fez questão de agradecer ao Tauste e à população que colaborou com a campanha: “É a primeira grande doação para a concretização de um sonho”, afirmou, referindo-se ao projeto do novo Centro Obstétrico.

Virgínia Balloni, presidente da maternidade
Destinando mais de 80% de seu atendimento a pacientes SUS, a maternidade tem investido no parto humanizado com envolvimento de toda equipe de profissionais. “Com essa doação de 120 mil reais iniciaremos a construção da Central de Materiais” que vai sair do prédio principal, disse. A obra completa, que formará o novo Centro Obstétrico, custará em torno de 500 mil reais. Em 2011, a Gota de Leite completará 80 anos de fundação.

* Reportagem publicada na edição impressa do "Correio Mariliense" de 10.04.2011

Um comentário:

  1. Oi Célia, Falando nesta casa sustentável que vc mostrou aqui, voce veio na minha casa e falamos tanto sobre aquecedor solar artesanal que esqueci de te dizer que a minha casa também foi feito com tijolos feito a mão com solo cimento a uns 40 anos e não tem um tricado até hoje. E melhor ainda fui eu e meu chefe na época, (já felecido) Julio Sanches que fizemos a máquina de fazer tijolos encaixada numa mesinha de madeira rústica. Lembro que a gente colocava em torno de 6 a 7 x 1 de cimento e a terra a gente pegava na esquina, que a água da chuva acumulava, porque a rua ainda era de chão Antonio Corrêa.

    ResponderExcluir